Leia o conto escrito especialmente para edição ZERO da linda revista de teatro ANTROPOSITIVO.
Para ler clique aqui.

2 comentários:

Dilma disse...

Muito bom. O teatro é lindo,místico.Pra mim ainda um mistério.Que bom que resta algum mistério.Adorei a revista.

Igor Necro disse...

basta dar corda, que ela se acorda, e ela (só) gira... :)