amanheceu-me girassóis
tomando lugar no peito.

num dia ensolarado
eu num escuro,
iluminada da sua lembrança.

anoiteceu
eu nem vi
fabriquei um sol em mim
com a réstia do seu cheiro

a noite
deitada
fiz um sol em mim
desenhado de carmim no peito
com efeito
era batom
mas bastou
pra te manter em mim


acordei antes do dia
e o sol carmim
nasceu 
no meu peito borrado
a cata do peito seu.

Nenhum comentário: